Novo cenário trazido com a pandemia tem reforçado a importância de buscar alternativas mais criativas e incomuns para o futuro dos negócios e das relações sociais 

A pandemia trouxe mudanças no modo de vida e impactou consideravelmente a economia global. Com esta nova realidade imposta, muitas pessoas, empresas e instituições sentiram a necessidade de acelerar sua adaptação ao mundo digital, mais ainda do que já era necessário antes do surgimento da covid-19. Ao mesmo tempo, alguns direcionamentos para o futuro já estão sendo revistos, especialmente visando alternativas para um mundo mais sustentável.

O especialista em tendências e fundador da Non-Obvious Company, Rohit Bhargava, se dedica justamente a isso, inspirando conceitos menos óbvios para diversos segmentos da sociedade. Para o autor de best-seller internacional e palestrante, que já participou de conferências em organizações como Banco Mundial, NASA, Intel e LinkedIn, a pandemia já impactou a maneira como pensamos o futuro. “Para muitos, a pandemia ofereceu um ‘momento de reinicialização’ nos negócios e na carreira. As pessoas com quem tenho falado encontraram novas maneiras de fazer as coisas. Estão reavaliando, por exemplo, quais tipos de situações valem a pena entrar em um avião ou um carro e viajar, e o que pode ser feito remotamente de maneira fácil e otimizada com a tecnologia virtual”, analisa Bhargava, que acredita que essa nova mentalidade em relação ao trabalho não será restaurada ao que era antes da pandemia.

O especialista em tendências, Rohit Bhargava estará no segundo dia do Summit Jovem 2021. Crédito: divulgação

Esse novo cenário reforça a importância de pensar em soluções menos óbvias aos problemas, opções incomuns que não foram testadas antes e que podem se tornar alternativas criativas, especialmente no mundo pós-pandemia, que precisa de muitas ações voltadas à sustentabilidade, seja dos negócios, pessoas ou do planeta. “Todos nós precisaremos adaptar nossos hábitos de escolher o que é mais fácil, mais barato e, muitas vezes, também mais tóxico. Em vez disso, poderemos precisar escolher por algo que requer um pouco mais interação ou que signifique gastar um pouco mais. Existe algum nível de sacrifício pessoal que pode ser exigido, e a única maneira de as pessoas fazerem isso voluntariamente é se acreditarem em uma ideia superior ou em um propósito maior. Isso é sempre menos óbvio, mas se pudermos encontrar esses momentos e contar as histórias certas, temos a chance de fazer isso acontecer”, finaliza o especialista que tem participação confirmada no Summit Jovem 2021. 

Crédito foto em destaque:  fancycrave1/Pixabay